As 6 chaves para escolher um bom inquilino

Tomar a decisão de alugar nossas propriedades muitas vezes a gente complica, isso devido a vários fatores, especialmente se nos custou um grande esforço houver obtido. Perguntarmos se o locatário, a vai cuidar, irá pagar o aluguel na data acordada, cumprirá com todos os requisitos, etc. Mas para que esse negócio não se torne uma dor de cabeça, Marcia Vermelhas, Chefe de Administração de Lecaros Propriedades, nos entregará 6 dicas sobre como escolher um locatário, para assim melhor rentabilizar o investimento, com menores riscos de mora e da taxa de vaga.
De acordo com dados do Portal Imobiliário, o número de publicações de apartamentos para aluguel, registrou um crescimento de 43,9% durante o terceiro trimestre de 2015, quando comparada com igual período do ano anterior. A zona sul é a que teve um maior aumento no aluguel de imóveis com um 66,3% de crescimento, seguido da zona leste, com 45,8% e o centro, com 23%.
E se o vemos, por comunas, as que mostraram os maiores aumentos no setor leste, entre um ano para outro são São paulo (119%), são (56%), Las Condes (42%), Providência (30%) e Vitacura (24%). No setor sul, São Miguel lidera, com um aumento de 100% no número de suas publicações, seguida Da Flórida, com 47% e Santiago Centro aumenta em 24%.
Então, como escolher um bom inquilino?
Estas são as 6 dicas da especialista de Lecaros Propriedades:
1.- Pedir que as três últimas liquidações de salário: Isso nos ajuda a verificar a sua renda média, e a obter informações relevantes, como a empresa onde a pessoa trabalha, com início de contrato de trabalho e Ruth da empresa para confrontar com a Ruth que aparece nas cotações.
2.-Dicom: é necessário que o potencial locatário envie um relatório Dicom Platinum, já que este nos entregará não apenas a pontuação atual (exigimos que seja 999), mas também o gráfico que mostra o comportamento comercial do cliente dos últimos 12 meses, se este gráfico lança um comportamento irregular, o conselho é não arrendarle da propriedade.
3.-Contrato por prazo Indeterminado: é necessário que o cliente envie um contrato de trabalho a tempo indeterminado, o que dá maior segurança sobre a sua estabilidade no emprego.
4.-Últimas 12 contribuições de AFP: você deve ter 12 meses de contribuições, mesmo que tenha alterado de empregador.
5.-O locatário deve ter em Conta Corrente, já que com isso garantimos que documente o ano de aluguel e não dependamos de uma transferência. Além disso, esse fator mostra maior solidez financeira.
6.- Você pode contratar um seguro de aluguel disponível em diferentes empresas no mercado, que, antes de um eventual não-pagamento do locatário, a companhia independente de quem se faça responsável pela cobrança e eventual julgamento pelo não pagamento do imóvel associado.

Posted in Sem categoria