Principais benefícios que pode obter um investidor imobiliário

Várias são as razões que impulsionam os pequenos e grandes investidores a aumentar o seu capital a um determinado modelo de negócios, mas tudo se traduz para a obtenção de uma melhor qualidade de vida, melhores oportunidades no futuro e, principalmente, de segurança a longo prazo.
Os investimentos imobiliários são posicionado, devido a que se trata de um sistema que, apesar de ter riscos –como qualquer outro investimento-, estes podem ser minimizados e até ser evitados ao contar com uma assessoria de qualidade de forma integral, que não somente seja obtida a partir de pesquisar propriedades de investimento, com a melhor rentabilidade dentro de uma ampla oferta de imóveis, mas pela respectiva gestão e planejamento de custo financeiro, em financiamentos e a respectiva administração desses ativos com o mínimo de risco de não pagamento. Tudo isso regido por experiência neste setor e princípios éticos que sempre coloquem o cliente em primeiro lugar.
Partindo disso, investir em departamentos permite que aqueles que entram no mercado consigam aumentar de forma paulatina seu patrimônio, situação que melhora a sua situação econômica e, portanto, lhe permite obter uma melhor qualidade de vida.
Além disso, é necessário ter presente que os bens de raiz, por ser um bem finito encontram-se sujeitos a mais-valias interessantes ao longo do tempo, de modo que o patrimônio que vai acumulando ao longo dos anos, continua a crescer, ou seja, partindo-se do pressuposto de que uma pessoa investe em dois departamentos, depois de alguns anos, continua a ter os mesmos dois imóveis, mas que agora valem muito mais.
Por outro lado, o investimento em departamentos também funciona como uma aposentadoria antecipada. O que é isto? Ao investir em imóveis de baixo custo e, em um prazo de não mais de 20 anos, é provável que o investidor comece a receber uma renda mensal correspondente ao aluguel desta propriedade muito antes do término de seu período de aposentadoria designado pela respectiva AFP. Além disso, depois de vários anos, é esse mesmo rendimento, o que vem a complementar a aposentadoria, que, na maioria dos casos, não satisfaz completamente as necessidades dos idosos.
Por último, decidir investir em departamentos costuma trazer algumas vantagens que proporcionam um significativo valor para os investidores: tranquilidade familiar, bem-estar e até alguns luxos, benefícios que vão além do econômico, porque eles se sintam seguros e apoiados financeiramente eventuais cenários difíceis no futuro é algo que não tem valor algum.

Posted in Sem categoria

Liberdade Financeira: confira essas dicas para economizar no verão

O verão deve ser significado de descanso, tranquilidade, diversão, entre outras qualidades positivas, já que é um momento para se desligar do trabalho, mas há momentos em que se planeja mal suas viagens, você pode gastar além da conta.
É por isso que gostaríamos de lhe dar algumas dicas para economizar no verão e, assim, obter a tranquilidade necessária que sugere esta grande data do ano.
1 – crie o seu orçamento
Como se nós viemos aconselhando, montar um orçamento é uma missão essencial se quiser atingir a liberdade financeira que tanto esperas. É por isso que recomendamos para as suas férias defina um valor para gastar e divida pelo total de dias que você vai estar no lugar que escolheu. Depois disso, subdivide esse dinheiro em temas como alimentação, viagens (portagens, querosene) e entretenimento. Com isso, você pode medir o quanto você está disposto a gastar para assim não endeudarte.
2 – Evite cartões de crédito
Lembre-se sempre que o importante é a sua tranquilidade e uma forma para poupar dinheiro no verão é evitar cartões de crédito. Tenha claro a quantidade de quotas e também os juros que isso implica. O aconselhável é sempre pagar à vista. Se você se acomodam as probabilidades, é que sejam três e pesquise locais onde respeitem o preço à vista.
Se começamos a pagar com cartão de crédito podemos descontrolarnos e com isso romper com o orçamento que nos propusemos. É por isso que nosso CEO, Cristiano Lecaros chamado para tomar as devidas precauções no momento de pagar: “Gastar com cartão de crédito não dói, e isso pode nos encher”.
3 – Desligue os eletrônicos
Cuidar do meio ambiente é muito importante, e isto irá ajudá-lo também a economizar energia elétrica, já que consomem menos. Se você não estiver em casa, o mais aconselhável é que desenchufes os artigos eletrodomésticos, como microondas, televisão, computador, carregadores, cozinhadores, etc.
4 – Planeje sua viagem
Planejar a sua viagem será muito útil para economizar no verão, já que há muitas coisas que nos são passadas por alto ou damos por óbvio.
– Cotar a melhor opção: Antes de viajar, é importante que analisemos a forma de nossa viagem. Nem sempre é mais barato fazer o percurso em auto. De fato, há percursos dentro do Chile, que são melhor fazê-los em ônibus, já que você evita pagar o dinheiro extra em benzeno e pedágios.
– O Valor de benzeno: recomendamos que reveja e citar devem qual é a bomba de benzeno, mais barata antes de viajar, embora não acredite isso vai te economizar um monte de dinheiro. Uma ferramenta onde você pode pesquisar o preço do benzeno em todo o país é www.bencinaenlinea.cl criada pela Comissão Nacional de Energia.
5 – Analisa a sua estadia
– Confira sites especializados: Para que tenha umas grandes férias, você tem que olhar bem as ferramentas que tem a tecnologia onde ficar e qual é a mais conveniente. Você pode analisar se ficar em um apartamento, uma casa, uma pousada ou camping para economizar dinheiro. Sernatur tem em seu site uma pesquisa de serviços turísticos, em que você pode rever as opções do lugar em que você vai de férias.
6 – Mensuração da comida
Há que se levar em conta que a alimentação é o segundo item que mais investe dinheiro para as férias, é por isso que é necessário rever e planejar as refeições em conjunto com as suas despesas. Sabemos que é agradável sair para comer, mas realizá-lo todos os dias pode ser um gasto muito elevado. É por isso que recomendamos que intercales as refeições na cabana com saídas para comer em algum pub ou restaurante. Com isso você ganhará uma porcentagem que pode ser utilizado em outros fins.
7 – Evitar despesas formigas
As compras formigas são aquelas que têm um valor mínimo, mas que, em excesso ou em lugares mais caros, podem causar-lhe passes de teu orçamento. Os cuchuflís, as palmeiras, o pão de ovo, os gelados e as bebidas podem aumentar o seu orçamento, já que ao comprá-los na praia, seu valor cresce. Recomendamos que você tenha em sua casa frutas, águas frias em uma garrafa térmica.

8 – Leia o eBook: “Seja livre em suas finanças”
Cristian Lecaros, CEO de Investimento Fácil criou para si um novo eBook chamado “Seja livre em suas finanças” para que você possa aprender os princípios e conceitos necessários para obter a liberdade financeira que tanto deseja, e o verão pode ser um grande momento para lê-lo, sobretudo pensando nos gastos que vêm mais tarde.
Com este eBook você irá aprender sobre a ordem, a responsabilidade e o planejamento que você precisa para cumprir com o desejo de encontrar sua liberdade financeira.
Se você seguir estas dicas você poderá desfrutar da melhor maneira as suas férias e, assim, evitar chegar ao temido mês de março endividado e sem poder pagar as entretenimentos de verão.

Posted in Sem categoria

Por que é importante possuir uma adequada educação financeira?

Há aqueles que consideram que os investimentos são apenas para os grandes empresários e poderosos empresários que têm uma fortuna conservada e não têm medo de ganhar ou perder, mas você já se perguntou o que os faz diferentes?, por que eles podem fazê-lo ou se atrevem a fazê-lo e tu não? Podem ter diferentes causas, mas, sem dúvida, uma delas é a educação financeira que possuem.
Certamente, neste ponto você está se perguntando se o seu nível de conhecimento na área de finanças é bom ou não, mas você deve saber duas coisas importantes: primeiro, que nunca é tarde para começar, e, segundo, que deve ser continuamente educándose a respeito.
Ora, uma das principais vantagens que ronda em torno do que se deve ter uma boa educação financeira, é que lhe permite tomar decisões mais informadas, saudáveis e, portanto, com o maior impacto possível na sua economia pessoal.
Aqueles que tomaram o tempo para ler sobre o mundo dos negócios, tenderão a avaliar diferentes alternativas de investimento e, portanto, terão uma menor probabilidade de estarem erradas. Além disso, podem dispor de um melhor planejamento de suas receitas, uma vez que definem de que maneira gerenciar de forma bem sucedida os seus recursos económicos.
Outro dos fatores importantes a ser considerado está relacionado com a consciência sobre a poupança pessoal, que aqueles que possuem uma maior educação financeira, tendem a reconhecê-la e, claro, a colocam em prática, aplicando o conceito de “páguese você primeiro”. O anterior, com o propósito de viver uma vida com menos pressão e mais oportunidades de assumir o controle de meu presente para melhorar a quantidade de qualidade e de oportunidades para o futuro, próprio de todos aqueles que têm seus rendimentos melhor organizados e planejados.
Lembre-se que tudo isso lhe permitirá ter uma melhor qualidade de vida no futuro, porque traz consigo uma maximização na utilização dos rendimentos, e, claro, contribui de forma positiva com o “óleo” necessária para a execução de seus objetivos propostos.

Posted in Sem categoria

Investir por conta própria, ou asesorarme por especialistas em investimentos?

Através das redes sociais, eu vi vários comentários que convidam as pessoas a investirem por conta própria, que não contratem os serviços de uma empresa de assessoria para a aquisição de departamentos ou em casos mais extremos, há aqueles que recomendam “não investir e nunca ficar tranquilos com o que ganham”. Esta última é a opção mais conformista de todas, sem dúvida. Se você tem algumas dúvidas sobre o tema de investimentos imobiliários, te convidamos a ler nosso artigo sobre os mitos mais comuns sobre esse assunto clicando aqui.
No entanto, levando em conta isso, resolvi listar algumas das vantagens que traz consigo o investimento por conta própria e que possa ser comparada com as obtidas ao contratar os serviços de uma empresa que sirva para theyr durante este percurso.
Aqueles que investem por conta própria:
? o pagamento de honorários.
? Controlam todo o processo diretamente, sem intermediários.
? Conhecem o vendedor de bens, o executivo e o locatário, e, claro, se encarregam de verificar que cada qual cumpra com suas funções.

Por sua parte, aqueles que se orientam por especialistas em investimentos imobiliários:
? Recebem acompanhamento durante todo o processo.
? Obtêm informações para seu crescimento no mundo imobiliário, o que lhes permite tomar melhores decisões sobre aquisições de departamentos para o futuro.
? Tendem a obter maiores descontos que ao fazê-lo de forma individual, devido a que escolhem a preços preferenciais, que vêm indicados os volumes de compra de imobiliário.
? Optam também a melhores descontos na taxa do crédito hipotecário, uma vez que se somam às negociações por volumes dos bancos.
? Podem resolver todas as dúvidas tributárias, societárias, de corretagem, de crédito imobiliário em um único lugar, com pessoal altamente capacitado e com anos de experiência no ramo.
? Poupam tempo, quanto aos processos a realizar e podem continuar com sua vida de forma normal, sem sacrificar seus momentos de descanso e de partilha em família, por se dedicar totalmente a este negócio.
? Melhorar a sua rentabilidade, ter mais de 80 projetos de investimento com 1.500 apartamentos em um só lugar, em vez de citar em cada sala de vendas.
? Possuem um importante respaldo legal eventuais problemas de arrendamentos, que tendem a ser uma dor de cabeça para os locatários que não avaliam bem o perfil de seus locatários.
? Têm acesso a projetos de venda privada (sem acesso a investidores formiga).

Uma vez considerados cada um desses aspectos, é uma questão de que evalúes de que forma é mais conveniente para você investir… mas que não deixe de fazer, porque desta forma você estará mais perto de alcançar sua liberdade financeira.

Posted in Sem categoria

Como posso aumentar meu patrimônio?

A tranquilidade financeira é um desejo de todo trabalhador. Por isso mesmo, uma boa forma de obter rendimentos estáveis é aumentar os teus bens com valor económico. Se você já se perguntou como posso aumentar meu patrimônio?, aqui deixamos algumas ideias a avaliar.
1.- Propriedades
Os imóveis são uma excelente alternativa para diversificar a sua carteira de investimentos. Terrenos, apartamentos ou casas podem relatar grandes lucros para o médio e longo prazo. A primeira coisa que você deve ter em conta é o tipo de projeto de empreendimento imobiliário, a localização do imóvel, a conectividade e o uso que lhe pretende dar. Se você fizer uma escolha correta, a propriedade pode ter uma mais-valia que aumente de forma exponencial com o tempo.
Considera-se que um dos maiores benefícios da compra de imóveis é a possibilidade de oferecê-los para aluguel, já que, desse modo, você terá uma renda extra mais estáveis. Outra opção é comprar para reformar o imóvel e, em seguida, vendê-la ao melhor preço.
Se quiser aprender mais sobre como melhorar seus conhecimentos em investimentos imobiliários, você pode baixar gratuitamente o e-book aqui.
2.- Despesas
Será que serei capaz de aumentar meu patrimônio gastar muito dinheiro? Definitivamente, não. A primeira coisa que deve-se determinar o valor destinado a investimentos. Sem recursos, as perspectivas de crescimento são nulas. Para evitar tirar a prata de suas economias, você precisará ordenar as suas finanças e reduzir os gastos desnecessários. Se quiser aumentar o seu capital, faça cortes onde puder e reúne a cada peso que te sobre, e para isso, você pode baixar grátis o nosso ebook “Seja livre em suas finanças”, clicando aqui.
3.- Fundos mútuos
Estas instituições reguladas por organismos estatais investem seu patrimônio, a fim de gerar ganhos tanto para si como para a empresa. A principal vantagem é que com um baixo valor aceder a mercados reservados a grandes investidores. Através de fundos mútuos, de fato, pode tornar-se titular de ações ou envolver-se em papéis do Tesouro dos Estados Unidos.
4.- Empreendedorismo
Será que Vale a pena iniciar uma Pme para aumentar meu patrimônio? É verdade que estas envolvem riscos, já que o plano de negócios pode ter sucesso ou falhar dependendo de sua elaboração. No entanto, tendo sucesso, os benefícios começam a ver os ganhos líquidas acumuladas.
Já se vê? Sê sábio, e aumenta o seu patrimônio futuro!

Posted in Sem categoria

Descubra o nível de inadimplência dos chilenos

Com uma média de 1,79%, a inadimplência dos chilenos atingiu o seu ponto mais baixo. Assim, concluiu um estudo publicado pela Superintendência de Bancos e Instituições Financeiras (SBIF), que além disso, salientou que estes números são semelhantes às apresentadas antes da crise do subprime. Em geral, por cada milhão de pesos colocados, r $18.000 encontram-se pagamentos com pelo menos um dia de atraso.
Atrasos de pagamento por setores
No entanto, a inadimplência dos chilenos não é a mesma em todos os setores do país. Há regiões onde os números superam amplamente a média nacional, especialmente na carteira comercial:
Arica e Parinacota (2,61%).
Atacama (2,74%).
Coquimbo (2,75%)
Quanto à inadimplência dos chilenos por comunas, ouro preto tem a maior taxa de mora total (3,5%) -90 dias ou mais -, enquanto que a Providência é a que representa a maior taxa de mora de consumo (5,1%), com mais de 50.000 pesos não pagos por cada milhão colocado.
A diminuição geral pode obedecer aos bons hábitos financeiros que foram adquiridos os chilenos ao longo do tempo, mas também às diferentes ações promovidas pelo Estado para que os credores recuperarem suas carteiras vencidas, como a Lei de Insolvência e Reemprendimiento.
Não cantar vitória
Embora o estudo revela que a inadimplência diminuiu, o certo é que o chileno ainda não se transforma em um bom saver, endividando-se em despesas que não representam um benefício real, como seriam os investimentos com retorno a curto prazo. De facto, os sectores onde a média de não pagamento é mais alto são os de consumo e comercial.
Carteira de consumo 2,6%
Carteira comercial 2,2%.
Carteira hipotecária 0,7%.

Posted in Sem categoria

Isto é o que um investimento imobiliário pode lhe dar, que não AFP

O atual momento que vive o nosso país, em relação a AFPs (Associação dos Fundos de Pensão), faz com que a gente esteja mais atenta à sua aposentadoria. Mais de dois milhões de pessoas ao longo de Chile, nas duas marchas realizadas, manifestaram-se contra o sistema de pensões, que tem estado em tela de juízo. O Estado não hesitou em propor uma solução para que as reformas possam melhorar. Propôs a criação de uma AFP estadual, o não pagamento de comissões à AFP quando a rentabilidade seja negativa e um aumento de 5 pontos percentuais na taxa de negociação são as propostas da Presidente chilena, Michelle Bachelet, para melhorar um sistema muito criticado, de acordo com o publicado pelo Balcão.
Mas há outra maneira de aumentar a sua aposentadoria, sendo uma alternativa clara e segura, para melhorar a sua qualidade de vida e estar tranquilo financeiramente.
Os investimentos imobiliários são uma opção clara que cobrem as lacunas que deixam as AFP. As pessoas querem terminar o seu período de trabalho com um patrimônio fixo, seguro e com capacidade de melhorar a sua qualidade de vida. Mas, hoje em dia, as aposentadorias não estão ajudando para que isso aconteça. Assim mostrando através de Relatório anual de Direitos Humanos da Universidade Diego Portales, cujos resultados mostram que 82% dos idosos recebem uma aposentadoria média não ultrapassa os 201 mil 671 pesos, recebendo as mulheres um valor menor em relação aos homens.
A propósito disso, as pessoas se viram na necessidade de procurar outras alternativas que lhes permitam cumprir os seus objectivos a longo prazo e lhes forneça uma qualidade de vida óptima durante a sua vida adulta maior. É assim como os investimentos imobiliários tornaram-se uma opção ideal para melhorar a esperada aposentadoria.
Vantagens de investimentos imobiliários
Os bens de raiz, e servem como uma ótima alternativa para aumentar o seu patrimônio. Além disso, geram grandes utilitários de médio e longo prazo. Se quiser melhorar e complementar sua aposentadoria, investimentos imobiliários lhe dará tranquilidade financeira somado a um lugar perpétuo e a hereditariedade.
As propriedades podem gerar uma mais-valia que subam de forma exponencial com o tempo. É de conhecimento geral que as posses nas quais investe, com o decorrer dos anos sobem seu valor comercial e melhoram a economia. Além disso, você pode alugar e, assim, obterá uma renda extra estáveis que ajudarão a melhorar a sua aposentadoria, maria além da inflação através de contratos reajustables na UF.
Vai dar-lhe a liberdade financeira que tanto deseja, e você poderá realizar viagens e dar-lhe os gostos, que quiser, que com a atual aposentadoria por parte das AFPs, é provável que você não possa fazê-lo. Basta, por exemplo, com 2 investimentos imobiliários no centro de Santiago que você pode obter um património a hereditariedade de pelo menos 100 milhões de pesos e uma renda de aluguel, de vida, de cerca de 500 mil pesos mensais com a possibilidade de concepção para suas futuras gerações.
Por último, significará uma grande tranquilidade para sua família. Além de gerar bem-estar econômico, o que pode resultar em uma melhora emocional, também pode se sentir seguro e apoiado contra futuros cenários complexos. Isso é primordial para ter uma aposentadoria mais tranquila e feliz.
Se você quiser saber mais sobre os benefícios que têm para ti os investimentos imobiliários, você pode inserir a este artigo, onde damos-lhe algumas dicas para começar a investir

Posted in Sem categoria

Novas linhas do metrô de beneficiar investimentos imobiliários

Sabemos que a localização e o ambiente são características que afetam o preço de um departamento. Neste sentido, as novas linhas 3 e 6 do metrô de são paulo representam uma grande notícia para os investimentos imobiliários, já que as comunidades beneficiadas com este projeto terão mais conectividade, melhores serviços e, consequentemente, maior de mais-valia sobre o valor dos bens de raiz.
Valorização do setor
De acordo com o estudo “mais-valia potencial pelo anúncio de Linhas 3 e 6 do Metro”, o simples fato de anunciar o projeto gerou um aumento de 21% no valor dos imóveis localizados nas áreas de influência das estações do ano, e de 20% nas zonas compreendidas entre elas. Esta percentagem é muito mais elevada em trechos como Providência ou São paulo, onde se identifica um 49% de aumento no preço das casas, e 34% em Irarrázaval Oriente.
Se esta mais-valia é gerada com o único anúncio do projeto, é lógico afirmar que uma vez que você começar a funcionar, o percentual será muito mais alto. De fato, os preços dos imóveis próximo ao Metro subirão, porque é o poder da conectividade nas proximidades das linhas, o que atrai o investimento imobiliário e a demanda por viver ou instalar negócios lá.
Avanços e comunidades beneficiadas
O primeiro projeto que estará pronto será da linha 6. Em fevereiro de 2017, já tinha 95% de avanço e espera-se que inicie o seu funcionamento durante o segundo semestre. O traçado abrange 15,3 km e conta com 10 estações, as quais beneficiarão diretamente os moradores de sete municípios, a partir de Cerrillos ao Providência.
Video traçado Linha 6

Por sua parte, a linha 3 conta com 63% de avanço e estaria aberta ao público no segundo semestre de 2018. Em um percurso de 22 quilômetros dividido em 18 estações, juntar-se a Quilicura com São paulo e A Rainha, passando por seis comunas. Quanto à infra-estrutura, ambas as linhas terão portas de entradas e saída, em vez de torniquetes, portas de plataforma e máquinas de autoatendimento.
Video traçado Linha 3

Considerando que o volume aumente as suas poupanças, a construção desses novos trechos gera uma oportunidade valiosa para realizar investimentos imobiliários nos setores mencionados.

Posted in Sem categoria

Isso é o que estima-se para o mercado imobiliário 2017

2016 ainda não foi embora, mas já está analisando o que acontece no mercado imobiliário 2017. Este ano houve uma abrupta queda nas vendas de casas novas a nível nacional, quando comparada com o boom imobiliário vivido o ano de 2015, mas estima-se que a 2017 estabiliza e siga uma fraca demanda após a incorporação do IVA nos preços do mercado e condições bancárias mais restritivas.
Para este ano há várias preocupações no sector da crescente escassez de solo e o aumento das restrições para o desenvolvimento do mercado imobiliário, o que poderia encarecer os preços dos projetos habitacionais, especialmente nas comunas mais demandadas. Por exemplo: São paulo.
Devido a isso, o jornal el Mercúrio, reuniram-se diversos especialistas imobiliários para analisar o que poderia passar este 2017 no segmento da construção e chegaram a conclusão de seis pontos relevantes para o próximo período.
Restrições em obras afetam os preços
Este ano, as imobiliárias têm sofrido por obter permissões de solo para construção de moradias, especialmente as normas que tornaram-se mais complexas e com maiores exigências, isso faz com que o valor das casas novas aumentem ainda mais. A consequência isso fez com que crescesse o número de pessoas que preferem alugar para comprar uma casa própria, devido ao valor dos imóveis.

Maior investimento em arrendamentos
Devido às baixas taxas de juros nos financiamentos, os investimentos imobiliários se têm fortalecido já que, neste momento, é mais conveniente ter um crédito em vários setores como o de Santiago Centro, Independência, São Miguel, Estação Central, entre outros, e pagar o dividendo com o aluguel. Outro elemento é a mais-valia sustentada destes imóveis com as taxas de crescimento médio anual de 6%, que implicariam uma mais-valia de, pelo menos, 50% nos últimos 5 anos, sendo mais um elemento de interesse para o investidor.
Por isso que a 2017 é um grande momento para investir em um imóvel para alugar, embora resguardándose diante de possíveis problemas com locatários problemáticos.

Estabilização nas vendas
Os especialistas imobiliários esperam que no ano de 2017 estão estáveis nas vendas em comparação com o ano de 2016, estima-se que a quantidade de projetos imobiliários diminua, dada a baixa de pedido de licenças de construção, e possa diminuir um pouco a comercialização de propriedades.
O grande influenciador da queda na venda das casas foi a deterioração das expectativas econômicas somado ao efeito de IVA. Isso conclui-se que as pessoas, quando há incerteza financeira, evitam arriscar a comprar uma propriedade, e é o setor imobiliário, e, especificamente, a construção, o primeiro a ser afetado.

As taxas mais baixas no Crédito Hipotecário
Este ano houve uma grande diminuição na quantidade de créditos hipotecários solicitados mas espera-se que isso aumente e se mantenha ativo em 2017, já que não se estimam problemas no mercado. De facto, segundo os dados fornecidos pelo Banco Central e publicados por Mercúrio, a taxa de juros média cobrada pelos bancos em relação aos créditos hipotecários leva cinco meses de quedas consecutivas, atingindo um 3,56% durante o mês de outubro, o que beneficia as pessoas, somado ao que há entidades bancárias continuam a dar o 90% do crédito.

Maior prazo de IVA
Tal como explicou nosso CEO, Cristian Lecaros no noticiário de Mega, Agora Notícias, o governo anunciou que estenderá a partir de 31 de dezembro de 2016 até março de 2017 o prazo para que as imobiliárias acessarem os endereços de obras municipais as solicitações de recepção municipal de projetos para que fiquem isentos do pagamento de IVA.
Esta ampliação do prazo se deve a um pedido da Associação de Desenvolvedores Imobiliários (ADI) para evitar problemas graves para fins de ano, em tramitações, devido ao atraso que causou a paralisação do setor público.
Cristian Lecaros, explicou que “o benefício é tanto para as pessoas como para os empresários imobiliários, já que aumenta o prazo e você pode fazer um desconto sobre os projetos que já tinham enviado o percentual do IVA e assim melhorar as vendas do setor e beneficiar o bolso do consumidor”.

Futuras eleições presidenciais
Prevê-Se que as próximas eleições presidenciais são um fator-chave para o desempenho das vendas de novas casas e o início de novos desenvolvimentos. Além disso, alega-se que os candidatos têm que dar ênfase no crescimento do país. Pontos que são muito relevantes e que afetam o desempenho do mercado imobiliário 2017.

Posted in Sem categoria

Baixa na restrição de acesso a créditos hipotecários

Apesar de que em sua versão anterior, jogou condições mais restritivas na oferta de créditos hipotecários, este ano, o Relatório de Percepção de Negócios registou um declínio na tendência: a partir de 64% de bancos que mantiveram essas restrições ao setor imobiliário no segundo trimestre, 46% no terceiro. Enquanto que no sector da construção, a mesma percepção baixou de 39% a 23%. Por sua parte, a grande empresa não apresentou números de mudança significativa em sua percepção em relação às condições de crédito.
Este cenário se dá em um contexto de tendência de baixa, já que durante o mês de agosto, o Índice Mensal de Atividade da Construção aumentou apenas 1%, abaixo de 1,5% no mês anterior, e responde a uma baixa geral se comparado com 4,9% média dos últimos cinco anos. Estas figuras estão relacionadas com o novo limite imposto pela Superintendência de Bancos e instituições Financeiras, neste ano, e que só atinge 80% do financiamento da fixação do preço de um bem de raiz, o que somado ao IVA terminou por remecer tanto o mercado como a indústria.
Segundo a diretora executiva do Grupo Imobiliário Imagina, Carolina Büchi, “as imobiliárias estão preocupadas com as vendas realizadas em anos anteriores e que se escriturarán nos próximos meses. Nessa época, as promessas foram assinados com os pés mais baixos do que os solicitados hoje, dado que as condições de financiamento eram até 90% do crédito hipotecário”.
Frente a este novo cenário, o mercado imobiliário tem desenvolvido uma ofensiva de ofertas ao consumidor para compensar o acesso a créditos hipotecários. Como o mostram alguns números de Portalinmobiliario.com as ofertas feitas pelo setor aumentaram 69% durante a primeira metade do ano. Entre outras coisas, as imobiliárias estão propondo a possibilidade de pagar o pé em parcelas sem juros, ou até mesmo oferecendo viagens e gift cards para seguir apoiando a boa saúde do mercado.

Posted in Sem categoria