Como os imigrantes no Chile favorecem os investimentos imobiliários

O mercado de locação cresceu progressivamente devido a vários fatores. Um deles é o incipiente crescimento migratório em nosso país, o que seduz os investidores para investir em uma propriedade.
Dados do XVII Censo de População de 2002 mostram que para essa data, haviam cerca de 185 mil pessoas nascidas no estrangeiro residentes no Chile, com um total de 113 mil vivendo na Região Metropolitana. Este dado vem crescendo exponencialmente, principalmente com migrantes da américa Latina, ampliando o mercado de arrendamento imobiliário e tornando-se um bom momento para investir em uma propriedade.
Mas esta subida vem desde muito antes, devido a que, segundo os dados do censo de 1982 as pessoas estrangeiras que viviam no Chile atingiu a cifra de 83.805 pessoas (0,7% da população chilena), aumentando até 410.988 o ano passado (2.3% da população chilena).
Mas nem tudo é quantidade, mas também as suas características e a qualidade financeira, o que permite sentir uma tranquilidade na hora de alugar um imóvel:
O primeiro ponto é que o 65,5% dos migrantes são pessoas que rondam entre os 20 a 50 anos que buscam linda próximos ao centro de Santiago pela sua conectividade e proximidade na área de trabalho e estudantil.
O segundo ponto é que, se se analisam os rendimentos dos migrantes, tal como propõe o relatório OBIM sobre a migração no chile 2016, identifica-se que a população que reside na capital é aquela que atinge maior presença nos dois quintis mais ricos com um 49,3%. Sendo uma grande oportunidade para investir em um imóvel para arrendar a este grupo.
Por último, segundo a pesquisa CASAR 2013, o 75,4% dos migrantes na Região Metropolitana está em idade economicamente ativa, destacando-se que 63,5% dos imigrantes acesse casas alugadas, enquanto que um 28,7% compra para viver. Isso é um bom incentivo que os estrangeiros já no Chile desejam alugar apartamentos próximos a Santiago, sendo as cidades de San Miguel e da Estação Central duas muito boas comunas para investir em uma propriedade.
Tal como mencionado anteriormente, há uma muito boa oportunidade para investir em um imóvel, mas, para uma maior segurança na hora de alugar a sua propriedade deixamos os requisitos que devem cumprir os locatários:
– Aval: Uma opção para isto pode ser a organização ou empresa em que trabalha o locatário.
– Carteira de identidade: O imigrante pode solicitar o Registro Civil de um documento que certifica que o seu pedido está pendente, se é que ainda não tem a definitiva.
– Contrato de trabalho e certificado de trabalho: É importante para o locatário contar com uma constância de que a estabilidade de trabalho permitirá pagar sem problemas, mais o aluguel.
– Três últimas liquidações de salário: Para ter uma maior segurança da estabilidade no emprego e saber o salário do locatário é importante neste ponto.
– Mês de aluguel e mês de garantia: Com o fim de garantir a segurança, tanto do imóvel, quanto do financiamento deste, é que se pede o avanço.
– DICOM: É importante que não tenha dívidas no país, já que é primordial ter um bom perfil do locatário.

Posted in Sem categoria