Complemente a sua Aposentadoria investindo em Propriedades

Este ano, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) lançou um relatório em que assegurou que o Chile terá, em 2020, a expectativa de vida mais alta do mundo, isso é de 77,4 anos para os homens e 82,2 para as mulheres, abrindo o debate das poucas políticas públicas para a terceira idade, ou melhor, a quarta idade.
Victor Cabrera, especialista em psicologia social aplicada da Universidade (UA) do Chile, disse à Efe, com relação a este tema, que “a saúde tem vindo a melhorar e a expectativa de vida vem crescendo, e agora mesmo estamos a falar da quarta idade, que representa pessoas entre 70 e 90 anos de idade ou mais”.
E se a isto somarmos o descontentamento com os baixos valores das aposentadorias de AFP, o panorama não é muito encorajador para a velhice, já que, segundo a comissão de especialistas para melhorar o sistema de pensões, mais conhecida como Comissão Bravo (encabeçada pelo economista David Bravo) “a metade dos aposentados receberá uma pensão de reforma paga pela AFP, que não poderá exceder 15% do seu salário”.
Inclusive, se falamos de um cenário ideal, sem lacunas de pensão com contribuições por 33 anos ou mais, os montantes que se vale não chegariam a 40% da renda média dos últimos 10 anos de trabalho. Hoje, 79% das pensões inferiores ao salário mínimo (241 mil pesos).
Outro exemplo para clarificar ainda mais o panorama é que se uma pessoa ganha 400 mil pesos, receberia uma pensão de reforma de 60 mil pesos.
Com todos estes antecedentes é que Cristian Lecaros, CEO de Investimento Fácil, faz-lhe um convite para seus clientes mais jovens a pensar no futuro e investir em patrimônio imobiliário, para assim melhorar a aposentadoria.
“Chegar a ter 102 milhões de pesos, sem lacunas de pensão, para buscar uma pensão de r $500.000, é algo muito pouco provável para a maioria da população, mas é possível comprar agora 2 apartamentos pequenos com 10 milhões de pé pago em cotas, para que, em 25 anos, obtenha uma renda de r $500.000”, assegura Lecaros.

Por que investir em imóveis?
Porque as aposentadorias são extinguibles
Porque a esperança de vida tem vindo a aumentar, sobretudo no Chile
Porque as pensões são baixas
Porque com o arrendamento das propriedades se pagam “sozinhas”
Porque o património é a hereditariedade e gera rentabilidade por gerações
Porque ao comprar um imóvel, além disso estou tomando um seguro de vida que está incluído no crédito hipotecário, que, no fundo, ele pagará o locatário de sua propriedade
Porque a mais-valia dos setores sobe com o tempo
Porque é o melhor complemento ao sistema de AFP
Quais os requisitos que devo ter para investir em imóveis?
Considerando uma compra de 2 propriedades da UF 1.500 cada uma, pedindo um crédito hipotecário, por um total de UF 3.000 e pagando os 2 pés em quotas (10 milhões), os requisitos são os seguintes:
Ter entre 25 e 45 anos
Ter uma renda de 1.500.000 líquidos
Estar em uma fase de trabalho ativa, e ter capacidade de crédito
Ter bom comportamento financeiro
Não ter grandes dívidas
Ter uma capacidade de poupança mensal de aproximadamente us $200.000 (para pagar as parcelas dos pés)
Fontes:
Investimento Fácil
O Balcão
A Terceira
Publimetro

Posted in Sem categoria

Como os imigrantes no Chile favorecem os investimentos imobiliários

O mercado de locação cresceu progressivamente devido a vários fatores. Um deles é o incipiente crescimento migratório em nosso país, o que seduz os investidores para investir em uma propriedade.
Dados do XVII Censo de População de 2002 mostram que para essa data, haviam cerca de 185 mil pessoas nascidas no estrangeiro residentes no Chile, com um total de 113 mil vivendo na Região Metropolitana. Este dado vem crescendo exponencialmente, principalmente com migrantes da américa Latina, ampliando o mercado de arrendamento imobiliário e tornando-se um bom momento para investir em uma propriedade.
Mas esta subida vem desde muito antes, devido a que, segundo os dados do censo de 1982 as pessoas estrangeiras que viviam no Chile atingiu a cifra de 83.805 pessoas (0,7% da população chilena), aumentando até 410.988 o ano passado (2.3% da população chilena).
Mas nem tudo é quantidade, mas também as suas características e a qualidade financeira, o que permite sentir uma tranquilidade na hora de alugar um imóvel:
O primeiro ponto é que o 65,5% dos migrantes são pessoas que rondam entre os 20 a 50 anos que buscam linda próximos ao centro de Santiago pela sua conectividade e proximidade na área de trabalho e estudantil.
O segundo ponto é que, se se analisam os rendimentos dos migrantes, tal como propõe o relatório OBIM sobre a migração no chile 2016, identifica-se que a população que reside na capital é aquela que atinge maior presença nos dois quintis mais ricos com um 49,3%. Sendo uma grande oportunidade para investir em um imóvel para arrendar a este grupo.
Por último, segundo a pesquisa CASAR 2013, o 75,4% dos migrantes na Região Metropolitana está em idade economicamente ativa, destacando-se que 63,5% dos imigrantes acesse casas alugadas, enquanto que um 28,7% compra para viver. Isso é um bom incentivo que os estrangeiros já no Chile desejam alugar apartamentos próximos a Santiago, sendo as cidades de San Miguel e da Estação Central duas muito boas comunas para investir em uma propriedade.
Tal como mencionado anteriormente, há uma muito boa oportunidade para investir em um imóvel, mas, para uma maior segurança na hora de alugar a sua propriedade deixamos os requisitos que devem cumprir os locatários:
– Aval: Uma opção para isto pode ser a organização ou empresa em que trabalha o locatário.
– Carteira de identidade: O imigrante pode solicitar o Registro Civil de um documento que certifica que o seu pedido está pendente, se é que ainda não tem a definitiva.
– Contrato de trabalho e certificado de trabalho: É importante para o locatário contar com uma constância de que a estabilidade de trabalho permitirá pagar sem problemas, mais o aluguel.
– Três últimas liquidações de salário: Para ter uma maior segurança da estabilidade no emprego e saber o salário do locatário é importante neste ponto.
– Mês de aluguel e mês de garantia: Com o fim de garantir a segurança, tanto do imóvel, quanto do financiamento deste, é que se pede o avanço.
– DICOM: É importante que não tenha dívidas no país, já que é primordial ter um bom perfil do locatário.

Posted in Sem categoria

8 conceitos que ajudarão você a investir em departamentos (vídeos)

Antes de embarcar no mundo dos investimentos imobiliários é muito importante que te eduques, financeiramente falando, para que você possa colocar o seu dinheiro para você e não você para conseguir dinheiro.
De fato, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Centro de Microdados da Universidade do Chile, em conjunto com a Associação de Bancos e Instituições Financeiras (ABIFF) e publicado pelo Diário Financeiro no Chile apenas 6,2% da população respondeu corretamente às questões que mediam o nível de compreensão e aplicação de conceitos financeiros.
É por isso que queremos compartilhar com vocês oito vídeos de nosso CEO, Cristian Lecaros, que te ajudarão a entender melhor os conceitos financeiros antes de investir em departamentos e poder realizar sua sonhada liberdade financeira.
1 – o Que é um ativo?

liberdade financeira
como se tornar um investidor imobiliário de sucesso.

Posted in Sem categoria

Quais são as diferenças entre um departamento para investimento e um para viver?

Se você tem um capital de poupança e está pensando em comprar imóveis, seja para morar ou para alugar, Cristian Lecaros, Gerente Geral de Investimento Fácil, se esclarece que características deve ter o imóvel, dependendo de sua finalidade:

Para viver
– Se bem que tem de ser um formato pequeno, não pode sê-lo tanto, já que o tempo de permanência que você terá lá será indeterminado ou a longo prazo.
– Deve ter boa conectividade, para poupar o uso do automóvel e os tempos de transporte.
– Escolher edifícios eco-amigáveis, como painéis solares, para que as despesas públicas sejam mais baratos. Se você está apenas começando no investimento imobiliário, é importante evitar dívidas e poupar.
– Que o edifício tenha espaços comuns, como piscina, churrasqueira ou lavandaria, farão com que sua vida seja mais confortável e divertida.
– A orientação preferida é a nor-oriente porque só recebe o sol da manhã. Evita o sul (ausência completa de sol) e o oeste (sol toda a tarde).
– Não comprar departamentos abaixo as piscinas por possíveis vazamentos que possam ter.
– Recomenda-Se não comprar cerca de quiosques ou ginásios por possíveis ruídos irritantes ou muito trânsito de pessoas.

Para investir
– Como que em um departamento para viver, a conectividade e proximidade com o Metrô é fundamental. Isso diminui as taxas de ausência de aluguel.
– O mesmo que para viver, são recomendados os apartamentos do 3 acima, exceto o último andar. Não é conveniente investir no último piso, ou “piso-teto” por problemas que possam existir no mesmo e que envolvem toda a comunidade, é como se o teto tivesse 2 donos, e isso acarreta inconvenientes.
– A orientação não varia o preço do aluguel, por conseguinte, dá-se o mesmo, se é o oriente, norte, sul ou leste-oeste, pois o locatário não acontece durante o dia no imóvel.
– É importante que o edifício conta com piscina, churrasqueira, salas multiuso, ginásios, etc.
– Entre menos metros quadrados tenha o departamento de investimento, menos serão os bastonetes associados como as despesas comuns
– Comprá-lo em fases iniciais como pré-venda, branco ou verde fará com que seu dividendo seja menor ou igual ao valor do aluguel, por isso é “pago”.

Posted in Sem categoria

Se eu já tenho uma propriedade de investimento, posso comprar outro?

O investimento em imóveis tem se transformado em uma das opções mais rentáveis do mercado. Uma pessoa organizada financeiramente, com capacidade de crédito e de poupança mensal pode, hoje, aceder à aquisição de imóveis para investimento.
As motivações dos investidores são muitas e muito variadas, no entanto, o atual sistema de fundo de pensão e seus baixos valores de aposentadoria estão motivando o segmento de jovens profissionais a tomar os investimentos imobiliários, como a melhor via para complementar seus rendimentos futuros.

Agora, se eu já tenho uma propriedade para investimento posso comprar outra?. A resposta é sim, sob certas condições.
Lembramos que os requisitos mínimos para acessar a compra de casas para investimento são os seguintes:
Ter entre 25 e 45 anos
Ter uma renda mínima de 1.500.000 líquidos
Estar em uma fase de trabalho ativa, e ter capacidade de crédito
Ter bom comportamento no sistema financeiro
Não ter grandes dívidas
Ter capacidade de poupança mensal
E se você já tem uma propriedade de investimento e quiser continuar comprando, você deve:
Demonstrar que a sua propriedade está em locação, com o contrato previamente legalizado em uma venda. Desta maneira você pode provar que os hipotecários em vigor tem um encosto de pagamento.
Garantir que o locatário de sua propriedade não exibir comportamentos irregulares no sistema financeiro.
Apresentar os recibos de pelo menos 6 meses de aluguel para poder concorrer a um novo crédito hipotecário.
Manter o valor do aluguel de seu imóvel maior ou igual ao dividendo.
Cristian Lecaros, Gerente Geral de Investimento Fácil, explica que a possibilidade de aceder a uma segunda ou terceira propriedade para investimento “depende muito de em que estágio se comprar essa propriedade, já que a ideia é que seja o mais económica possível, portanto, você tem que comprá-lo em etapas de Pré-venda ou Venda em Branco. A recomendação para um profissional média é comprar pelo menos 2 propriedades para investimento DFL2, já que assim você acessa os benefícios de não pagar impostos por essas casas”, conclui o especialista.
Se quiser mais informações, veja a nota Investir em Casas DFL2

Posted in Sem categoria

O que acontece se desisto de uma promessa de compra e venda?

Antes de falar das consequências que tem desistir de uma promessa de compra e venda, é importante explicar o que é. Trata-Se de um contrato firmado em cartório e assinado por duas partes:
Um cliente: quem entrega mais cedo um porcentagem do valor de um imóvel futuro que lhe será entregue, e se responsabiliza por executar certos adubos em datas exatas.
Um vendedor: que se compromete a não vender a propriedade para outra pessoa, entregar no prazo e local determinados, e sob determinadas especificações técnicas e de superfície concretas.
Neste acordo também estão definidas as multas em caso de desistência de ambas as partes e as condições para celebrar o fim do contrato.
Consequências de desistirse de uma promessa de compra e venda
Se a empresa imobiliária que nunca entrega ou termina a sua habitação, você tem todo o direito de exigir o reembolso do dinheiro pago, mais indenização por danos representada pela multa acordado na promessa de compra e venda.
Se tu és o que se arrepende, do que assumir o pagamento do valor estipulado, que normalmente varia entre 10% e 15% do dinheiro aportado desde o dia em que se celebrou o contrato até o momento da desistência. É dizer que o vendedor te devolverá esse valor, menos o valor da sanção.
No entanto, alguns projetos podem incluir cláusulas relacionadas com a possibilidade de ceder a promessa em caso de arrependimento. Com este procedimento, não há nenhuma multa, porque se trata de uma transferência legal da titularidade da promessa de compra e venda. O importante é definir quem custeará as despesas notariais.
No caso de que a empresa desista e não se indemnização, é importante que você saiba que a Lei Geral de Urbanismo e Construções estabelece que o contrato deve incluir uma apólice de seguro ou boleto bancário, o comprador pode efetivar-se cumpra, por razões que afetem o projeto imobiliário.
Como vemos, a promessa de compra e venda é um dos procedimentos necessários na compra de um apartamento, por isso é fundamental estar informado sobre as consequências de um eventual arrependimento e, portanto, o nosso conselho é que você consultores com profissionais antes de assinar esse tipo de documentos.

Posted in Sem categoria

Aplique estes quatro bons princípios em suas finanças pessoais

Muito temos conversado sobre como, onde e até quando investir em imóveis, e sendo sincero, é ótimo, pois é o principal objetivo que nos une, é poder transmitir a vocês dicas úteis na área de finanças, que lhes permitam formar-se até se tornar bem-sucedidos investidores imobiliários.
No entanto, em um momento de reflexão, cheguei à conclusão de que isso não era o único que deveria manter-nos ligados. Eu sempre pensei que meu propósito é ir mais além, em contribuir para a sua educação não apenas como investidores, mas também como pessoas, fiéis aos seus princípios, mas úteis ao ambiente em que operam.
É por isso, que eu queria aproveita para compartilhar um fragmento do meu eBook “Seja livre em suas finanças”, que talvez tenha passado um pouco despercebido em anteriores oportunidades, mas que a finalidade do anterior, é extremamente relevante neste momento.
Existem quatro princípios que me enchem, pois trazem à tona o melhor de nós, não conseguem exteriorizar nossas bondades e permite aflorar os sentimentos de bem-estar coletivo, acima de meros interesses pessoais, e os apresento a seguir:

Semeadura e colheita
Este princípio universal diz respeito com que tudo o que semeamos, finalmente vamos colher. Esta antiga lei afecta todos por igual em todas as partes do mundo, tem conseqüências até mesmo em são paulo. É muito importante que estejamos bem conscientes de que é o que queremos colher, em seu momento, poder apreciá-lo. O sair das dívidas más servirá não só para a minha geração e para a minha família direta, mas que, de várias gerações, que poderão nascer em outra plataforma e, em consequência, com outras oportunidades de vida. Se quiser colher algo diferente, deixa, hoje em dia, de continuar a cavar o buraco.

O princípio de dar / generosidade
Se precisar de dinheiro, dá dinheiro. Parece um contra-senso, dado que, nós que somos Engenheiros Comerciais de profissão sempre foi-nos ensinado que os recursos são escassos, ou em nossa casa disseram-nos constantemente que não têm dinheiro. Um dos perigos maiores sobre a nossa alma, quando os recursos são escassos ou abundantes é a ganância.

Dar a quem precisa
Seguindo a lógica anterior, se dá a quem precisa é uma forma de semear na vida das pessoas, nos afasta da ganância, e nos permite encontrar-se pouco a pouco um propósito maior do que apenas fornecer às nossas famílias e os nossos desejos pessoais. Com isso, estamos contribuindo com um pequeno grão de areia para criar um mundo melhor.

Se eu tenho clara a visão, a provisão é uma consequência
Não só estamos de passagem pela vida para tentar vivê-la da melhor maneira em nosso pequeno ambiente. Há pessoas que passam necessidades: fome, guerra, órfãos, abuso, etc. aprendi ao longo dos anos que quando você abraça uma causa, onde há um desamparados, uma viúva ou de um pobre, de alguma forma, a provisão divina estará sempre para ajudar-nos das maneiras mais incríveis, não somente melhorar e curar nossas finanças pessoais, mas também prosperar com um propósito, e que tem que ver com ajudar os que têm menos que nós.

Eu tento fazer isso sempre, tentando melhorar a cada dia. E tu, já implementabas na sua vida estes bons princípios, ou os põe-lhe em prática a partir de agora? Tenho certeza de que você se surpreenderá com os resultados.

Posted in Sem categoria

3 casos de sucesso que se motivarão a confiar em suas ideias

A diferença entre um homem de sucesso e um sonhador consiste em que o primeiro é capaz de confiar em suas idéias e trabalhar para torná-los realidade. Não se importa se você não conta com dinheiro suficiente, ou se ninguém acredita em seus projetos. Se tem fé. Há vários casos de sucesso profissional que o representam, e motivam aqueles que também desejam mergulhar no mundo dos negócios. Entre os mais importantes encontram-se os três seguintes.
Casos de sucesso profissional
Robert Kiyosaki
Como se explicar que o filho de um professor e uma enfermeira terminar convertido em um “guru internacional” em finanças e investimentos? Em 1977, depois de terminar sua carreira universitária e voltar do Vietnã, começou no mundo dos negócios com a fundação de uma empresa dedicada à comercialização da primeira carteira de nylon com velcro para surfistas.
Desde então tem se dedicado a aumentar seus ativos, investindo principalmente no setor imobiliário, e, além disso, já escreveu livros sobre como administrar o dinheiro. Sem dúvida Kiyosaki é um dos melhores exemplos do que significa confiar em suas ideias.
Warren Buffett
É um dos casos de sucesso mais importantes, a tal nível que foi a inspiração de muitos dos homens mais ricos do mundo. Quando eu tinha onze anos trabalhava distribuindo jornais. Em sociedade com sua irmã Doris fez seu primeiro investimento ao comprar 3 ações da Cities Service Preferred. Desde então é investidor e empresário, tudo graças a confiar em suas idéias -mesmo que saber administrar com perfeição o seu dinheiro tem desempenhado um papel importante-.
John Mackey
Em 1978, Mackey, abriu a sua primeira loja de comida vegetariana. Estava seguro de que aquele negócio lhe abria as portas a um mercado potencial incalculável. Hoje em dia a sua marca é “Whole Foods”, e conta com mais de 300 supermercados e de 56.000 funcionários.

Posted in Sem categoria

Como posso financiar meus projetos de empreendedorismo?

Para levar a bom termo um empreendimento, não basta ter uma boa idéia e um plano de negócios perfeitamente estruturado. Além disso, é necessário contar com uma fonte de recursos que garanta a pôr em marcha. De fato, 38.8% dos empreendedores fracassam por falta de financiamento.
Os investimentos imobiliários costumam ser uma boa forma de gerar recursos adicionais e financiar projetos de empreendimento, uma vez que a renda pode financiar parte dos custos operacionais e, principalmente, como colateral para obter algum crédito para o empreendimento. No entanto, nem todo mundo tem essa oportunidade de ouro e não sabe onde e como conseguir recursos para executar suas ideias de negócio. No Chile você pode encontrar várias soluções, entre as quais se incluem:
Fundos e Concursos Públicos
O Chile é o líder latino-americano em matéria de empreendedorismo. Isso, graças às variadas soluções que apoiam projetos empresariais, entre as quais cabe destacar:
Fundos e concursos CORFO: A Corporação de Fomento da Produção (Corfo) conta com aproximadamente cinqüenta produtos de apoio a projetos de empreendedorismo e inovação. Dependendo do fundo, entregar um subsídio de até 80% do total do plano de negócio.
Start-Up Chile: apoia startups com projetos inovadores e de alto impacto.
Além das anteriores, outras soluções onde os recursos podem ser condonables ou fornecidos a muito baixo interesse, são os Subsídios Fosis ou o Capital Abelha Sercotec.
Créditos de bancos e instituições financeiras
Se consideramos que há que devolver todo o capital e pagar certos interesses, estas são soluções menos importante que as anteriores. No entanto, podem ser mais fáceis de obter, se se apresenta um plano de negócios sólido, acompanhado de uma garantia que respalde a dívida.
Outras opções são os jogos com aceleradoras de negócios, financiamento colectivo (crowdfunding), Capitais de Risco e investidores Anjos.

Posted in Sem categoria

Quatro mitos sobre investimentos imobiliários

Certamente, investir em imóveis pode ser sinônimo de incerteza e quem tomar esta importante decisão, são imersos em uma encruzilhada, sobre se fazê-lo é a melhor opção ou não. Muitas vezes, isso ocorre por desconhecimento ou pela existência de alguns mitos que geram dúvidas, os futuros investidores.
A seguir, vamos apresentar alguns dos mitos mais comuns com os que eu vi, e que podem afetar de forma negativa a sua decisão de investir em imóveis.

“Devo ter tudo o pé para investir em uma propriedade”
Isto é falso! Dependendo principalmente do prazo do projeto em construção, você pode deixar documentado em até 30 cheques a pé da propriedade.

“Se a imobiliária falência, perderia todo o meu dinheiro posto em pé”
Isto também é falso! Por lei, as imobiliárias devem tomar, obrigatoriamente, nas apólices com Companhias de Seguro, os cheques que foram documentados para pagar aos pés que cada cliente deve apresentar o projeto. Portanto, diante de uma eventual insolvência, é a companhia de seguros o que deve restituir o dinheiro.

“Os locatários NUNCA pagam”
Mas certamente há inquilinos que costumam ficar mal, existem medidas para contrariar isto. Considerando que o mercado de corretagem é algo informal, no Chile, a minha sugestão é que comecem uma empresa séria e com anos de experiência neste campo.
Cabe destacar que, na medida em que a pessoa não tenha problemas de DICOM, está bancarizada, se documente com cheques todo o contrato entre as partes e se você assinar uma nota promissória, as chances de não pagamento descem a menos de 2 %.
Além disso, há sempre a possibilidade de fazer um seguro de aluguel de uma eventual insolvência do locatário, uma empresa externa faça o julgamento e o seguro paga três, seis e até nove meses, os arrendamentos que se encontrariam em mora.

“As imobiliárias quase nunca terminam de construir as propriedades”
Há que reconhecer que, em oportunidades os prazos de entrega dos projetos imobiliários deve durar um pouco mais do que o previsto, mas costuma ser devido a atrasos na aprovação de licenças ou recepção, por parte da municipalidade ou por razões imponderáveis de parte do desenvolvedor, como, por exemplo, que parte importante da mão-de-obra da construtora se fosse trabalhar para outra zona do Chile. Não obstante, deve-se ter presente que a imobiliária há 100% de sua utilidade quando escritura, o projeto, portanto, está tão interessada como você ter a recepção municipal do mesmo.

Do Investimento Fácil, queremos contribuir para que te eduques, financeiramente falando, e você pode ser livre de rumores que não apresentam aspectos positivos quanto seu curso em investimentos imobiliários.

Posted in Sem categoria