Por que aumentou a demanda por aluguel de imóveis em 2016?

O ano que recém passou foi bastante complexo para o setor, em comparação com o ano de 2015, quando o boom imobiliário chegou ao seu “pico” mais alto.
Mas devido a isso houve uma grande razão que fortaleceu a decisão de investir em imóveis para estes próximos anos: aumentou a demanda de locação de propriedades.
Segundo o último Relatório Anual de Casas Usadas de 2016 PortalInmobiliario.com e que publicou o Diário Financeiro, a quantidade de pedidos de informação por casas publicadas em praia grande aumentou em 47%, em relação ao relatório anterior, enquanto que as casas publicadas em venda caíram 14%.
E, em particular, as ofertas de apartamentos em aluguel aumentaram 27%, neste ano que recém passou, o que torna mais interessante a decisão de investir em um bem de raiz.
Mas, por que aumentou a demanda de locação de propriedades?
Há várias razões, após o ano, que incitaram as pessoas a adiar o sonho da casa própria e passar a alugar uma habitação:
1 – Maiores restrições ao acesso de financiamento, em especial no que diz respeito ao pé exigido.
Os especialistas atribuíram a baixa no pedido de créditos hipotecários 2016 ocorreu devido à mudança, imposta pela Superintendência de Bancos e Instituições Financeiras (SBIF), da percentagem de financiamento que o banco concede relação ao valor total da habitação, passando de 90% para 80%, dando por resultado, o aumento do pé que as pessoas devem colocar para comprar propriedades.
2 – Ajustes no setor imobiliário devido aos efeitos da reforma tributária
A chegada da reforma tributária fez com que o mercado imobiliário tivesse um envio devido à incorporação de grandes mudanças no setor, como o pagamento de IVA a todas as vendas realizadas por “vendedores habituais”, seja de imóveis novos ou usados, o que levou a uma desaceleração nas vendas de imóveis.
3 – Preços estagnados e baixa construção de projetos
O relatório de Portalinmobiliario.com também conclui que os preços dos arrendamentos se mantivessem no ano de 2016, tendo uma variação de 1.3% em comparação com o ano passado.
De todas as maneiras, houve algumas comunas que variaram em seus preços UF/m2, em relação ao ano anterior: A Flórida (5,1%), Recoleta (-3,9%), Vitacura (-2,8%) e Las Condes (-1,2%).
De acordo com o que estimam os especialistas para este 2017 espera-se que não haja uma variação significativa com relação ao 2016, pelo que o aumento de pessoas que desejam arrendar forma um grande incentivo para começar a investir em imóveis.

Posted in Sem categoria