Região Metropolitana: Equilíbrio no preço dos imóveis

No ano de 2015, houve um boom imobiliário que atingiu níveis históricos no país, os quais, produto da reforma tributária, caíram em 2016. Isto foi confirmado pelas figuras que entregou, a pesquisadora de mercado e de opinião pública, Adimark e que publicou a organização Felizes e Forrados início do ano, com as que demonstravam que havia um recuo nas vendas por volta de 18%.
Mas o mercado tem visto um equilíbrio no preço dos imóveis neste terceiro trimestre de 2016, devido à baixa de construção de novos departamentos, o preço dos terrenos e o IVA, na sequência da reforma tributária. De acordo com dados fornecidos pela consultoria imobiliária Colliers Internacional, e publicado pelo jornal el Mercúrio, do terceiro trimestre de 2015, ao terceiro trimestre de 2016, a quantidade de novos projetos imobiliários têm diminuído 57 por cento, entrando apenas 135 no que vai deste ano.
Fator preço
O relatório Colliers revela dados para a tranquilidade das pessoas que querem investir em imóveis, porque os preços destes mudaram ligeiramente, mantendo-se estáveis em 64 UF/m2.
Por outro lado, os departamentos que concentram uma maior oferta são os que se encontram entre mil a três mil UF com 38,3 por cento e de três mil a cinco mil UF com 24,4 por cento.
Comunas e tipologia
Há comunas da região metropolitana que estão com bons níveis de disponibilidade e nos quais são um excelente lugar para investir. Segundo o relatório, a Colliers, as comunas com maior disponibilidade são Estação Central De 18,2%, São De 13,9%, Santiago 12,8% e San Miguel de 10,9%.
Mas há outras que foram afectadas este ano no preço dos departamentos. É assim como as comunas de Vitacura, Las Condes e Independência aumentaram seus valores entre um 5.7 a um 6.9 por cento.
Mesmo assim, a pesquisa destaca os tipos de serviços mais oferecidos, sendo este fato muito importante para levar em conta no momento de investir em um imóvel.
Os tipos de serviços mais oferecidos são os de 1 quarto e uma casa de banho (21,9%), 2 quartos/2 casas de banho (29,4%), e 3 quartos/2 casas de banho (18,7%).
Gostaria de saber por que são tão ofertados os apartamentos de um quarto? Entra neste artigo e saberá todos os fatores positivos que têm esses imóveis.
Rendimento
Por último, o relatório Colliers prevê que, com menores níveis de consumo, terão menos opções de altas nos valores de casas novas, o que implica que este seja um bom momento para investir, e por sua vez, um excelente cenário para o mercado de projetos de renda mensal, diária e por hora, graças aos baixos níveis de vaga, que mantém o mercado.

Posted in Sem categoria